Faculdades EAD na Itália: o nascimento das Faculdades EAD italianas

Veja agora
Na Itália foi a lei de finanças de 2003 que previu pela primeira vez, no art. 26, §
5o, que o Ministro da Inovação e Tecnologias poderia, com portaria própria,
determinar os critérios e procedimentos para o credenciamento de cursos
universitários a distância . As Faculdades EAD na Itália foram então oficialmente
estabelecidas com o Decreto de 17 de abril de 2003, assinado pela então
Ministra da Educação, Faculdade e Pesquisa, Letizia Moratti. Com base nos
critérios estabelecidos por sucessivos decretos interministeriais, o Ministério da
Educação, Faculdade e Pesquisa emitiu os decretos individuais de
reconhecimento das atuais onze Faculdades EAD presentes na Itália.
Se você deseja se matricular em uma Faculdade online , provavelmente já se
perguntou quais são as Faculdades públicas e quais são as privadas que
permitem obter um diploma online. Comecemos por esclarecer: todas as
Faculdades EAD são particulares, mesmo que, tendo âmbito estatal, todos
possam acessá-las.
As Faculdades privadas online têm a grande vantagem de ter as matrículas
abertas durante todo o ano. Você pode decidir se inscrever a qualquer momento
e sem custo adicional. O aspecto que costuma mais assustar é aquele ligado
aos custos: as pessoas associam a ideia de uma Faculdade EAD privada à de
uma instituição elitista e muito cara: na realidade não há nada mais falso.